De 1918 a 1921


Casa em 30 de Junho de 1918 em Alquerubim com Emília da Conceição Almeida que seria minha mãe e de outro filho, mais velho, José.

avô-avó.jpg

Em 1918 o casal reside em Coimbra.

Em 1919 reside em Alquerubim possivelmente para meu pai tentar a advocacia.

Decide-se, porém, pela Magistratura concorrendo ao lugar de Conservador do Registo Predial nas Colónias (os C.R.P. do Ultramar, a par de Delegados, podiam candidatar-se aos lugares de Juizes de Direito) é colocado em Tete, onde se encontra nos finais do ano de 1921.